Mosaicos romanos encontrados em Zeugma – Turquia

Mosaicos romanos encontrados em Zeugma – Turquia

Durante obras da barragem da usina hidrelétrica de Birecik no início dos anos 2000 foram encontrados mosaicos feitos com peças de vidro colorido com motivos da cultura geco-romana (deuses da mitologia e cenas da literatura/teatro) na cidade de Zeugma, na Turquia, às margens do Rio Eufrates. Este fato revela a enorme influência da estética e mitologia grega na cultura romana, que dominava a região na época em que foram produzidos, por volta do Século I depois de Cristo.

A antiga cidade de Zeugma, também conhecida como Seleukia-do-Eufrates foi fundada em 300 a.C. por Seleuco – um dos generais de Alexandre, o Grande – que nomeou a cidade em homenagem a si próprio. Em 64 aC a cidade foi conquistada pelo Império Romano e com essa mudança o nome da cidade passou a ser Zeugma.

ancient-greek-mosaic-excavation-zeugma-12

Um dos mosaicos encontrados, hoje preservados e em exposição no Museu de Mosaicos de Zeugma . Fonte

Estes mosaicos encontram-se a aproximadamente 500 metros do leito do rio, numa região que, em razão da construção da barragem, seria completamente alagada pelas águas do rio cujo nível subiria em média 10 cm por dia por um período de 6 meses.Tal fato trouxe crescente urgência aos esforços de salvamento e escavações de emergência que já vinham ocorrendo no local.

ancient-greek-mosaic-excavation-zeugma-6

Escavações em corrida contra o avanço da água sobre os mosaicos. Fonte

ancient-greek-mosaic-excavation-zeugma-14

Este é o mosaico apresentado na foto anterior salvo e restaurado. Fonte

A partir desta descoberta e de seu caráter de urgência, uma equipe internacional de arqueólogos liderada pelo Professor Kutalmış Görkay da Universidade de Ankara passou a atuar na escavação das encostas do rio e de fato descobriram muitos outros mosaicos em ótimo estado de conservação. Segundo os arqueólogos, estes eram geralmente eram utilizados como revestimento de luxo do piso de casas de representantes da elite local, muito provavelmente patrícios (proprietários de terras, comerciantes e proprietários de escravos) que controlavam as magistraturas da política romana em suas colônias.

Zeugma-Mosaic-Museum-Gypsy-Girl

“A cigana”, em exposição no Museu de Zeugma. Fonte

As escavações descobriram casas, edifícios públicos e praças de mercado que juntas continham a maior coleção da arte do mosaico romano já encontrado. Em face ao futuro alagamento da região, foi decidido que seria construído um museu para abrigar, preservar e exibir as peças encontradas e em 9 de setembro de 2011 foi aberto ao público o Museu de Mosaicos de Zeugma. O museu possui mais de 8.000m² com várias salas de exposição e de conferências entre outras instalações e substitui o Museu Nacional Bardo em Tunis como o maior museu de mosaicos do mundo. Abaixo, vídeo com algumas das peças em exposição no museu:

As escavações ainda estão atividade e em 2014, o time liderado pelo Professor Kutalmis Görkay, também da Universidade de Ankara, desenterrou mais três grandes mosaicos incrivelmente intactos. Este conjunto de mosaicos recentemente encontrados numa mesma construção recebeu o gentil apelido de “A casa das Musas” pela equipe.

ancient-greek-mosaic-excavation-zeugma-13

Representação de Thalya, musa da poesia e comédia. Fonte

Para maiores informações, você pode conferir este documentário realizado pela BBC acerca da inundação provocada pela barragem, as escavações e processo de conservação das peças.

COMENTÁRIOS

Desembuche aqui:

Share this:

About the Author

PaleoNerdMe chamo Denis e sou professor de História. Concluí minha Graduação em Licenciatura em História na Universidade Estadual Paulista – UNESP, Câmpus de Assis-SP em 2009. Em 2014 concluí minha Especialização em Educação, Arte e Multimeios pela Unicamp. Atuo na área desde 2010, ministrando aulas para o Ensino Fundamental, Ensino Médio, Cursos Pré-Vestibulares, assim como, palestras e oficinas para jovens e adultos.

View all posts by PaleoNerd

Leave a Reply