JOGOS DE GUERRA: uma exposição sobre brinquedos na Inglaterra.

JOGOS DE GUERRA: uma exposição sobre brinquedos na Inglaterra.

Hoje em dia, este assunto é um grande alvo de críticas, por parte de pedagogos e psicólogos, mas o fato é que passei grande parte da minha infância brincando de “arminhas”. Sim! Eu transformava pedaços de tábuas e galhos em katanas, sabres, espadas medievais e lutava com inimigos imaginários com pistolas de plástico! Isso sem contar as “benditas” mamonas, que serviam de munição para mirar em latinhas e garrafas pet com estilingues feitos com as perfeitas forquilhas de goiabeira. Com percursos construídos, cheios de “armadilhas” e desafios, eu me mantinha pulando e correndo por horas vestido com um kimono velho e cheio de armas colocadas na faixa – talvez por isso eu sempre tenha gostado de jogar RPG com anões. 😛

Conhecidos nos RPG´s de mesa por sua força e resistência, os anões costumam carregar diversas armas e serem muito mal humorados! #anõesrulez! FONTE: DungeonMaster.com

Conhecidos nos RPG´s de mesa por sua força e resistência, os anões costumam carregar diversas armas e serem muito mal humorados! #anõesrulez! FONTE: DungeonMaster.com

 Outra brincadeira que eu adorava fazer era montar uma super história com os vários bonecos de séries japonesas e desenhos animados que se juntavam em grupos de combate, estabelecidos em quartéis generais! Para cada um dos bonecos eu criava uma história diferente e um motivo que o fizesse se unir aos seus companheiros para lutar pela justiça e salvar o planeta. Algumas vezes, inclusive, típicos heróis (como o Jaspion ou o Jiraya) passavam para o lado do mal sob o feitiço maligno de personagens como Mumm Rá ou por causa de uma namorada (normalmente uma Barbie da minha irmã) que havia sido feita refém pelo Rocksteady e Bebop, dos Tartarugas Ninjas. Tudo isso envolvia roteiros elaborados, com direito à direção de arte em cenários que levavam horas para serem montados.  Sim… eu sempre fui uma criança “hiperativa” – e olha que, naquela época, eu era um pirralho de um 1,60 e 80 kg!!!

Aqui vemos os bonecos ( ou action figures, para os adultos que ainda colecionam estes objetos :P) do Bebop e do Rochsteady. Como eu só tinha o Bebop (à esquerda), eu sempre criava um motivo para que o Rocksteady não estivesse nas cenas. hehe

Aqui vemos os bonecos ( ou action figures, para os adultos que ainda colecionam estes objetos :P) do Bebop e do Rochsteady. Como eu só tinha o Bebop (à esquerda), eu sempre criava um motivo para que o Rocksteady não estivesse nas cenas. hehe

 Por este motivo, fiquei muito empolgado ao descobrir que o Museum of Childhood, em Londres, realizou uma exposição sobre jogos de guerra, que contou com vasta coleção de brinquedos e jogos de até 200 anos atrás. A exibição reuniu navios, carros, caminhões, bonecos (ou action figures, em inglês) como Action Man, G.I.Joe (conhecido no brasil como Comandos em Ação), armas de brinquedo, jogos de estratégia em tabuleiros e, inclusive, jogos de videogame como Call of Duty. Além disso, os curadores não poderiam ter deixado de fora os brinquedos relacionados às histórias de ficção-científica, como Guerra nas Estrelas (Star Wars) e Dr. Who.

Imagem da entrada da Exposição JOGOS DE GUERRA, de 2013. Fonte

Imagem da entrada da Exposição JOGOS DE GUERRA, de 2013. Fonte

Este museu faz parte do Victoria and Albert Museum (criado em homenagem à rainha Vitória, cujo governo se passou durante o século XIX) e esta exposição, denominada “Jogos de Guerra”, explorou as intrigantes relações entre conflito e brincadeira, de forma a prover uma fascinante reflexão sobre a maneira pela qual os brinquedos e jogos tem sido influenciado pela beligerância nestes últimos dois séculos. Neste sentido, todo o material foi organizado em quatro seções (Brincando de Guerra, No campo de Batalha, Realidade e Fantasia e, finalmente, Armas Secretas), além de contar com uma área, que apresenta cenas de ação em 3D. A exibição ocorreu no ano de 2013 e foi organizada pelo coletivo de arquitetos e designers Studio Marckereth, que partiram da questão: Porque crianças brincam de jogos de guerra?

studiomackereth

Imagem presente no portfólio do Studio Marckereth, sobre a exposição

Neste sentido, era possível aos visitantes investigar a forma pela qual os brinquedos recriavam e representavam a guerra e, com isso, questionarem este controverso assunto. Esta mostra contou com mais de 100 objetos e teve um sucesso de público enorme

war-games-museum-childhood-08

Imagem da da Exposição JOGOS DE GUERRA, de 2013. Repare no “droid” de batalha “B-1” – que aparece no filme Star War: Ameaça Fantasma -. posicionado com a “mão” no nariz de um G.I.Joe da década de 1970. Fonte: ForbiddenPlanet.co.uk

Neste ano, o Museu Histórico Dockyard Chatham decidiu retomar a exposição “WAR GAMES” (Jogos de Guerra) e disponibilizá-la novamente entre os meses de junho e setembro.

WGSocial1

Cena da Exposição War Games, 2015, no Dockyard Chatham Museum

O responsável pelas coleções e galerias do Museu Histórico Dockyard Chatham afirmou: “Uma das coisas mais brilhantes nesta nostálgica e provocativa exibição, recebeu críticas enraivecidas de intelectuais e visitores por ser considerada dotada de apelo à todas gerações da família. É uma maneira de abrir os olhos das crianças, pais e avós para curtirem um tempo juntos e poderem mostrar aos familiares os brinquedos de sua juventude! É muito interativa e encoraja a criança a vestir personagens, brincar de espionagem, assim como se envolverem em outras atividades como decifrar mensagens em Código Morse.”

Fotografia de crianças no Museu

Fotografia de crianças no Museu Histórico Dockyard Chatham, diante dos bonecos baseados no filme Star War, da Lego. FONTE: Dockyard Chatham Museum

Por enquanto, ficamos por aqui com imagens destas exposições como uma forma de lembrar (ou conhecer) as antigas brincadeiras realizadas por garotos e garotas ingleses. O Museu Histórico e Cultural de Jundiaí (mais conhecido como Solar do Barão) manteve, até dois meses atrás, uma exposição sobre alguns dos brinquedos que marcaram a infância entre as décadas de 1950 e 1990.

painel-explicativo-jogos-de-tabuleirog

Painel Explicativo da exposição “Brinquedos e Brincadeiras” que ocorreu no inicio de 2015, em Jundiaí. FONTE: Jundiai.sp.gov.br

Quem sabe, no futuro possamos ir visitar uma nova exposição deste tipo com os brinquedos que marcaram o passado brasileiro?!

COMENTÁRIOS

Desembuche aqui:

Share this:

About the Author

PaleoNerdMe chamo Denis e sou professor de História. Concluí minha Graduação em Licenciatura em História na Universidade Estadual Paulista – UNESP, Câmpus de Assis-SP em 2009. Em 2014 concluí minha Especialização em Educação, Arte e Multimeios pela Unicamp. Atuo na área desde 2010, ministrando aulas para o Ensino Fundamental, Ensino Médio, Cursos Pré-Vestibulares, assim como, palestras e oficinas para jovens e adultos.

View all posts by PaleoNerd

Leave a Reply