O Dutra que não era uma rodovia.

O Dutra que não era uma rodovia.

Toda vez que pergunto aos meus alunos se eles conhecem Dutra, recebo exatamente esta sequência de respostas: ESTRADA, VIAGEM, FÉRIAS!!

Realmente a Rodovia Presidente Dutra, que liga SP ao RJ é uma importante via para que serve de ligação para as estradas que se dirigem às belíssimas praias do litoral paulistano e carioca mas, o que pouca gente lembra nos dias de hoje, é que Eurico Gaspar Dutra foi o primeiro presidente após o fim do período de governo autoritário de Getúlio Vargas, denominado Estado Novo. Um fato que, segundo Boris Fausto, deu início a um período que este escritor chamou de República Democrática e durou desde 1945 (com as eleições estabelecidas pelo Ato de Adicional de fevereiro de 1945) até o golpe militar, em 1964.

A Rodovia Dutra é caminho de ligação com a Rodovia Tamoios que, por sua vez, leva ao litoral norte paulistano. Todos os anos milhares de pessoas topam enfrententar HORAS DE CONGESTIONAMENTO para visitar esta região. Nesta foto vemos a galera que aproveitou o engarrafamento para bater uma "bolinha" enquanto esperava por continuar sua viagem/martírio. FONTE: UOL

A Rodovia Dutra é caminho de ligação com a Rodovia Tamoios que, por sua vez, leva ao litoral norte paulistano. Todos os anos milhares de pessoas topam enfrententar HORAS DE CONGESTIONAMENTO para visitar esta região. Nesta foto vemos a galera que aproveitou o engarrafamento para bater uma “bolinha” enquanto esperava por continuar sua viagem/martírio. FONTE: UOL

O Brasil dos anos 1940, já segundo Mary del Priore e Renato Venancio em “Uma Breve História do Brasil”, pode ser entendido como um período no qual surgiu um “novo eleitorado”, cujo perfil desenvolvia característica urbanas e teve índices de participação que aumentaram para “caramba” – de 5,7% da população, que havia votado nas eleições de 1930, a quantidade de participantes aumentou para 13,4%. Junto com isso, o perfil dos candidatos também começou a mudar, já que os votantes estavam

cada vez menos sujeitos aos coronéis, enquanto aqueles [os candidatos] não mais precisam ser originários da elite agrária, dependendo agora do próprio carisma, da representatividade junto aos trabalhadores ou de uma máquina clientelista”.

Se você não está “ligado”, o termo clientelismo ficou conhecido com a obra “Raízes do Brasil”, do historiador Sérgio Buarque de Holanda (SIM! Ele é o papai do grande cantor Chico Buarque de Holanda!) e se refere à utilização do favor como um tipo de “moeda de troca” nas relações políticas brasileiras. Uma prática que remonta ao período colonial. Prática que, segundo o Professor do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Estadual de Londrina, Élsio Lenardão, apresenta as seguintes características:

  • o uso do favor como moeda de troca nas relações políticas;
  • a instalação do controle político através do mecanismo da cooptação;
  • a negação às classes populares do seu direito à participação política direta e de maneira autônoma;
  • o uso privado dos recursos públicos e dos aparelhos estatais.

Toda esta situação possibilitou o surgimento de políticos carismáticos que realizavam discursos inflamados e faziam largo uso da demagogia (prometer “mundos e fundos” para ganhar votos), na tentativa de agregar o apoio de vários setores sociais. Estas práticas não eram nada novas na América Latina e são conhecidas como parte da política populista, na qual líderes associados aos setores tradicionais da sociedade utilizavam de práticas de propaganda e medidas populares para obter o apoio popular.

O presidente argentino Juan Domingos Perón é entendido como um dos maiores símbolos da política populista latino-americana. FONTE: Estadão

O presidente argentino Juan Domingos Perón é entendido como um dos maiores símbolos da política populista latino-americana. FONTE: Estadão

Mas fica a pergunta: Como foi o governo de Dutra?

Bem, o governo de Dutra foi estabelecido durante o período pós-2ª Guerra Mundial e teve enormes influências do processo de reorganização política mundial que ficou conhecida como Guerra Fria. Neste momento, EUA e URSS determinaram um processo de polarização política que forçava outros países a decidirem por um alinhamento com a proposta capitalista ou socialista. Em meio a tudo isso, as duas potências mantinham ameaças de guerra uma contra a outra, sem nunca terem se envolvido em conflitos armados diretos. A “treta” era muito mais relacionada à propaganda ideológica e o palco das batalhas entre estes lados foi estabelecido na Ásia, África e América – onde estavam estabelecidos os “estados satélites” de cada uma destas partes.

Essa semana fiz esta imagem para ajudar a explicar a Guerra Fria para uma garotada do 9º ANO.

Essa semana fiz esta imagem para ajudar a explicar a Guerra Fria para uma garotada do 9º ANO. E porque não usar minha “arte”?! 🙂

Neste sentido, o Brasil também sofreu enormes influências da Guerra Fria e o governo de Dutra esteve intimamente alinhado com a proposta capitalista norte-americana, motivo pelo qual sua administração recebeu a denominação de ENTREGUISTA, ou seja, partia do princípio de que a industrialização do país deveria ser norteada exclusivamente pela iniciativa privada brasileira, associada aos capitais estrangeiros. Neste sentido, Eurico Gaspar Dutra promulgou uma nova Constituição, em 1946, que apresentava características liberais-democráticas ao consolidar a igualdade de direito de votos entre homens e mulheres – previsto pela primeira vez na Constituição de 1934 COM RESSALVAS, como já falei em outro artigo. Entretanto, o modelo da Carta Maior brasileira manteve o aspecto corporativista (introduzido por Vargas com a “polaca”) e reestabeleceu as atribuições dos três poderes, de forma a conferir “maior peso aos redutos eleitorais controlados pelas oligarquias locais, sobretudo no Nordeste” – como afirmou o “carequinha” Boris Fausto.

Esta é uma famosa foto na qual podemos ver Dutra (à direita), que posa ao lado do Presidente norte-americano Truman. Um conhecido símbolo das relações mantidas entre os dois países, durante este período. Até vou colocar a fonte, mas o cara confundiu os presidentes na legenda... FONTE

Esta é uma famosa foto na qual podemos ver Dutra (à direita), que posa ao lado do Presidente norte-americano Truman. Um conhecido símbolo das relações mantidas entre os dois países, durante este período. Vou colocar a fonte mas, se você acessar, se liga que o cara confundiu os presidentes na legenda… FONTE

Com isso, o este presidente é lembrado pelos conservadores como um “cara” que respeitou a legalidade da Constituição, mas é importante lembrar que, quando o assunto se referia à ideologia socialista, ele não hesitou em perseguir e desarticular a organização do Partido Comunista Brasileiro – que contava com dezessete deputado e um senador eleitos, em 1946. Algo que refletia a influência externa norte-americana, segundo a qual o comunismo era visto como uma grande ameaça. Fato que influenciou a criação, em 1948, da Escola Superior de Guerra (ESG) que, alinhada à proposta do senador Josep Macarthy oferecia a criação de uma instituição de “Segurança Nacional”, destinada a combater o “ameaça comunista” no país. #LiberdadePraQuê?

Imagem da biografia de Dutra, escrita por seus dois genros, com patrocínio do exército, em 1982. Esta obra procura reforçar a imagem deste presidente como associado ao poder militares e homem que respeitou a legitimidade da Constituição. #MeEnganaQueEuGosto FONTE

Imagem da biografia de Dutra, escrita por seus dois genros, com patrocínio do exército, em 1982. Esta obra procura reforçar a imagem deste presidente como associado ao poder militares e homem que respeitou a legitimidade da Constituição. #MeEnganaQueEuGosto FONTE

Por fim, a economia também apresentou reflexos da situação externa ao introduzir medidas de controle de inflação, definidas por economistas norte-americanos da Missão Abbink”, os quais determinaram que seria necessário diminuir a intervenção estatal com o aumento da oferta de bens e serviços e a diminuição de tarifas alfandegárias. Outra medida por eles “aconselhada” foi controlar esta demanda por bens e serviços através do congelamento de salários e diminuição da circulação de papel-moeda no país. Como resultado, estas medidas terminaram por dificultar as exportações e impediram investimentos nas áreas sociais e de infraestrutura.

Imagem da inauguração da Rodovia Dutra, em 1951. FONTE

Imagem da inauguração da Rodovia Dutra, em 1951. FONTE

Desta maneira, que “se ferrou” foi o trabalhador que, sofreu com altas taxas de desemprego e a insatisfação dos brasileiros com o governo cresceu “pra xuxu”! Com as eleições de 1951, Varga terminou por ser eleito que terminou por estabelecer uma aprofundada política econômica nacionalista, mas isso, é assunto para outra hora!

COMENTÁRIOS

Desembuche aqui:

Share this:

About the Author

PaleoNerdMe chamo Denis e sou professor de História. Concluí minha Graduação em Licenciatura em História na Universidade Estadual Paulista – UNESP, Câmpus de Assis-SP em 2009. Em 2014 concluí minha Especialização em Educação, Arte e Multimeios pela Unicamp. Atuo na área desde 2010, ministrando aulas para o Ensino Fundamental, Ensino Médio, Cursos Pré-Vestibulares, assim como, palestras e oficinas para jovens e adultos.

View all posts by PaleoNerd

Leave a Reply