A carta da LEGO aos pais: gênero, criatividade e o direito de brincar

A carta da LEGO aos pais: gênero, criatividade e o direito de brincar

Os blocos modulares coloridos da Lego fizeram parte da infância de muita gente. Apesar do preço relativamente salgado (até hoje) para o bolso dos nossos pais,  este foi um brinquedo que marcou e ainda marca gerações pelo nível de inovação por meio da simplicidade e das inúmeras possibilidades de combinações, que permitem o livre exercício da criatividade.

fg0rrormtaqga4e64l5v

Apesar de existir desde a década de 30, foi na década de 1970 que a LEGO foi pioneira ao lançar no mercado brinquedos neutros de gênero, que estimulam a criatividade e o desejo de criar e construir entre todas as crianças, meninos ou meninas. E, em meio a debates acalorados em relação à igualdade de gêneros no âmbito familiar e educacional, surgiu recentemente na internet uma foto publicada por um usuário da plataforma online Imgur, de uma carta que ganhou grande destaque na internet por conta de seu conteúdo informativo.

Esta nota curta – porém eloquente -, foi incluída nos kits de casinhas de Lego em 1974 e dirigida aos pais, enfatizando a importância desta mensagem, bem como papel crucial dos pais em nutrir o desenvolvimento de seus filhos. A foto sobre a qual estamos falando é esta aqui:

MTI4OTg2MzcwODYwMzk1MTM5

Em tradução livre, a carta diz:

Aos Pais.
O desejo de criar é igualmente forte em todas as crianças. Garotos e garotas.
É a imaginação que conta. Não habilidade. Você constrói o que vem em sua cabeça, do jeito que você quiser. Uma cama ou um caminhão. Uma casa de bonecas ou uma nave espacial.
Um monte de garotos gostam de casas de bonecas. Elas são mais humanas do que naves espaciais. Um monte de meninas preferem naves espaciais. Elas são mais interessantes do que casas de bonecas.
A coisa mais importante é colocar o material certo em suas mãos e deixá-los criar o que lhes agrada.

Curiosamente, a autenticidade da nota contida na imagem foi contestada pela mídia. Contudo, a própria empresa confirmou sua autenticidade da mensagem à uma reportagem do site io9.  =) Vale a pena frisar que este não é o único exemplo da política da empresa em relação à igualdade de gêneros. A imagem abaixo é um outro exemplo, veiculada em 1981:

pouskyh4sckqp3zxg8uv

Embora a Lego tenha lançado nos últimos anos kits de brinquedos especificamente voltados para as meninas (assim como outros kits temáticos relacionados a construções famosas, filmes e jogos), a empresa ainda expressa uma visão progressista sobre a igualdade de gênero tendo em vista minimizar a “diferença” entre meninas e meninos.

Contudo, não sejamos tão inocentes. Como uma empresa que visa lucro, apesar da intenção verdadeira e o pioneirismo no sobre o assunto, o intuito dela é VENDER. Para meninos E meninas. Desta maneira, seu nicho de mercado não fica restrito somente aos meninos – que costumam apresentar maior interesse nos kits. Apesar do lance de marketing, a iniciativa da empresa em atuar na igualdade do direito de brincar de meninos e meninas é indiscutivelmente importante.

 

COMENTÁRIOS

Desembuche aqui:

Share this:

About the Author

Bárbara GascóOlá, terráqueos! Sou Bárbara Gascó, conhecida também como Barbrão por minha conhecida habilidade em várias esferas, tipo faz-tudo =) e esposa do Sr. Denis Gascó, PaleoNerd. Sou Arquiteta e Urbanista e atuo na área desde 2012. Paralelamente, escrevo sobre Arquitetura+História e, como única representante do sexo feminino neste navio pirata, pautas acerca de questões sobre Feminismo e Igualdade de gêneros.

View all posts by Bárbara Gascó

Leave a Reply