Indies BGS 2015: Kriaturaz

Indies BGS 2015: Kriaturaz

Este jogo de luta conseguiu atrair muito a atenção dos visitantes, com um stand todo customizado, que lembrava as densas matas brasileiras, por onde vagam as lendas de nosso folclore. Isto porque esta produção é um tradicional jogo de luta que busca retomar os personagens de nossos mitos populares e engajá-los em combates que ganham um caráter épico.

Kriaturaz---cosplace.com

Formulado por uma equipe de 15 pessoas, Kriaturaz recebeu o incentivo do Ministério da Cultura o projeto é encabeçado pelos fundadores da produtora Messier, Rafael Rossetti e Dougla Silva, além da talentosa galera que o produziu. Desenvolvido por David Miranda em “engine” Unity e Unreal, o game ainda conta com a Direção de Conteúdo e Roteiro do historiador e antropólogo Wilson Oliveira, que afirmou realizar a tentativa de oferecer uma atualização ao folclore brasileiro, em uma história que cria um mundo dualista, no qual os senhores do equilíbrio e desequilíbrio competem entre si pelo controle das forças que existem no planeta. Uma estória que coloca o Brasil seria na condição de último reduto de reinado do Senhor do Equilíbrio, onde o jogador tem a missão de enfrentar diversos adversários e, assim, salvar o planeta.

messier.com

Marcado por uma proposta transmídia – isso quer dizer que atua em várias mídias que apresentam uma intertextualidade entre si – o jogo foi elaborado para ser jogado em diversas plataformas – mobile, console, card game e tabuleiro – e tem seu início bem ao molde de um “pet” digital, que precisa ser nutrido para ter um bom desenvolvimento. Para a galera “da antiga” este sistema é bem próximo do minigame da Bandai, “Tamagotchi”, que foi uma grande febre durante as décadas de 1990 e 2000 aqui no Brasil. Além disso, o game prevê a possibilidade de o jogador comprar cartas que, uma vez que digitalizadas pelo celular, permitem que seus “players” sejam “upados”, ou seja, aumentem os níveis de habilidades.

youtube-4

Uma coisa que achei realmente muito interessante foi quando o Rafael me contou que eles planejam organizar uma série de pontos reais que, quando fotografados, também servem para aumentar os atributos dos personagens. Por exemplo, se você for até um museu, onde existe um objeto listado como raro, ao tirar a foto dele, você terá acesso a um novo item que poderá ser utilizado pelo seu personagem!

Mas, para os que acreditam que este tipo de jogo é algo que foi criado em alguns dias, pode “tirar o cavalinho da chuva”, porque a ideia do projeto começou há alguns anos, quando alguns dos membros da equipe foram até a Eletronic Arts, no Canadá e descobriram com a galera de lá que eles acreditavam que nossa mitologia era igual à dos maias e incas. A partir de então, eles decidiram criar um jogo que servisse também para mostrar a riqueza de nossa cultura. Todavia, foram necessários dois anos para a empresa reunir verbas e, finalmente, dar o start no projeto, cujos membros precisaram reunir depoimentos orais e pesquisar em referências bibliográficas clássicas – como Câmara Cascudo e Monteiro Lobato.

Na esquerda podemos ver Câmara Cascudo e na direita, Monteiro Lobato.

Na esquerda podemos ver Câmara Cascudo e na direita, Monteiro Lobato.

Isto é algo muito bom, uma vez que Cascudo é considerado a maior referência em estudos sobre a mitologia do folclore brasileiro, já que realizou o enorme trabalho de coleta destas histórias, por meio da troca de cartas com pessoas do país inteiro. Monteiro Lobato, por sua vez, teve enorme participação no processo de sedimentação do folclore brasileira com sua série de obras, que incluem o Sítio do Pica-Pau Amarelo.

youtube-2

Vencedor do segundo lugar na Escola de Negócios SEBRAE e finalista na Competição de Talento e Inovação das Américas (TIC Américas 2015), Kriaturaz é esperado para 2016 e apresenta uma tremenda proposta que tem tudo para conquistar o gosto da garotada, além de oferecer informações interessantes sobre a cultura típica brasileira.

COMENTÁRIOS

Desembuche aqui:

Share this:

About the Author

PaleoNerdMe chamo Denis e sou professor de História. Concluí minha Graduação em Licenciatura em História na Universidade Estadual Paulista – UNESP, Câmpus de Assis-SP em 2009. Em 2014 concluí minha Especialização em Educação, Arte e Multimeios pela Unicamp. Atuo na área desde 2010, ministrando aulas para o Ensino Fundamental, Ensino Médio, Cursos Pré-Vestibulares, assim como, palestras e oficinas para jovens e adultos.

View all posts by PaleoNerd

Leave a Reply