Tiny Little Bastards: quando um historiador resolve fazer um game.

Tiny Little Bastards: quando um historiador resolve fazer um game.

Com sua longa barba, corpo robusto e um jeitão sisudo (isso quer dizer sério, ok?), eu logo imaginei que o historiador pela Universidade Federal Fluminense, João Requião, poderia fazer um ótimo cosplay de personagem medieval. Quando o encontrei na Brasil Game Show, ele estava lá em nome de sua produtora Overlord Games Studio para apresentar a versão alfa do jogo Tiny Little Bastards.

maxresdefault

João Requião em entrevista para a Gamerview. Fonte: Canal Gamerview

Aliado a outros quatro desenvolvedores, João decidiu reunir dois de seus grandes interesses (História e RPG) para criar uma engine própria e desenvolver uma rica arte gráfica inspirada nos cartuns para tornar interativa a divertida história dos três irmãos vikings Ivarr, Helga e Ubba, que tiveram suas tavernas saqueadas por uma horda de goblins pentelhos!

Ivarr, Bubba e Helga. Fonte: Fanpage Overlord

Ivarr, Bubba e Helga. Fonte: Fanpage Overlord

Com a jogabilidade clássica dos jogos de plataforma, esta galera está a elaborar um jogo que irá agradar tanto os jovens como os mais grisalhos jogadores, num plataformer Action-RPG que se propõe a oferecer a “porradaria” típica de jogos beat and up misturada com os desafios de um puzzle e um sistema de inventário cheio de armas, armaduras e utensílios – que muito me lembrou o do Diablo II. Se você não faz ideia do que estou falando até aqui, não precisa se preocupar, achando que o jogo é complexo demais. O esquema é sair andando pelas fases para “sentar” bordoada em tudo que se move e conseguir resolver alguns desafios para poder continuar a avançar no jogo.

Personagens do jogo. Fonte: Blog Tiny Little Bastards

Ivarr persegue os saqueadores malandros. Fonte: Blog Tiny Little Bastards

Além disso, o jogo oferecerá, ao jogador, a possibilidade de desenvolver talentos e habilidades do seu personagem, assim como se juntar com seus amigos para jogar em co-op mode (modo cooperativo). Outra coisa muito “massa” é que cada escolha que você fizer irá alterar, de alguma forma, o andamento da história.

O início deste projeto se deu por meio de uma iniciativa crowfunding e todo o processo de desenvolvimento do jogo é atualizado em um blog da Overlord, onde você pode conhecer mais sobre os estágios de andamento da produção, além de poder mandar perguntas com dúvidas para os criadores. A data de lançamento é previsto para este ano de 2016, destinado a computadores (Windows, Mac & Linux), Playstation 4 e Xbox One.

Esboços realizados para o jogo, feitos pelo artista gráfico e animador Marcelo Ribeiro.

Esboços realizados para o jogo, feitos pelo artista gráfico e animador Marcelo Ribeiro. Fonte: Blog Tiny Little Bastards

Um jogo bem interessante e divertido que tem tudo para ir à frente e demonstrar que a gente tem um tremendo potencial para criar produtos para esta enorme indústria dos videogames, que continua a apresentar um crescimento acelerado em todo o mundo.

Abaixo, deixo o vídeo que mostra um pouco do gameplay:

COMENTÁRIOS

Desembuche aqui:

Share this:

About the Author

PaleoNerdMe chamo Denis e sou professor de História. Concluí minha Graduação em Licenciatura em História na Universidade Estadual Paulista – UNESP, Câmpus de Assis-SP em 2009. Em 2014 concluí minha Especialização em Educação, Arte e Multimeios pela Unicamp. Atuo na área desde 2010, ministrando aulas para o Ensino Fundamental, Ensino Médio, Cursos Pré-Vestibulares, assim como, palestras e oficinas para jovens e adultos.

View all posts by PaleoNerd

Leave a Reply